Início >> Secult apresenta programação do XVI Festival de Ópera do Theatro da Paz

Secult apresenta programação do XVI Festival de Ópera do Theatro da Paz

A Secretaria de Estado de Cultura (Secult) promove na quinta-feira, dia 3 de agosto, às 11h, uma coletiva para divulgar a programação do XVI Festival de Ópera do Theatro da Paz, que se estenderá de 05 de agosto a 23 de setembro. Estarão presentes o titular da Secult, Paulo Chaves; a diretora do Sistema Integrado de Teatros (SIT), Maria Sylvia Nunes; o diretor artístico e coordenador geral do festival, Gilberto Chaves; a diretora do TP, Célia Cavalcante; o maestro Miguel Campos Neto; a soprano Eliane Coelho; e o diretor cênico Marcelo Marques. A bilheteria será aberta no mesmo dia a novidade é o início das vendas também por meio virtual.

A programação do festival será aberta com a ópera “A Voz Humana”, do compositor francês Francis Poulenc e texto de uma peça de Jean Cocteau, e terá ainda concertos líricos com artistas paraenses; um Stabat Mater (música sacra do século XVIII) com o grupo de cordas da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP); palestra, lançamento de livro e a ópera “Don Giovanni”, do compositor austríaco Mozart.

Gilberto Chaves explica que a programação é diversificada e conta com uma ópera moderna e que contrasta com a produção romântica, de compositores consagrados. Para completar a noite de estreia, o público ouvirá “Pavane para uma princesa morta”, de Maurice Ravel, e “Prelúdio para tarde de um fauno”, de Claude Debussy
 
“Poulenc foi um dos músicos mais importantes da França do século XX, pós- impressionismo, e escreveu ‘A Voz Humana’, uma ópera curta, de apenas um ato, em 1957, já perto de sua morte. Tal qual um monólogo, o espetáculo narra a angústia de uma mulher desesperada que fala ao telefone com o amante que a abandonou, na tentativa de uma reaproximação. A interpretação ficará a cargo de Eliane Coelho, cantora de altíssimo nível. A ópera tem 60 anos e foi escolhida para que pudéssemos arejar nosso programa, sair um pouco do romantismo de Verdi, Rossini, Wagner e Puccini, trazendo ao público um tema mais moderno, um drama típico  dos nossos tempos”, explica o diretor.

Na sequência a programação traz o Concerto Lírico, no dia 15 de agosto, reunindo artistas paraenses como Antonio Wilson (tenor), Luciana Tavares (soprano), Lanna Bastos (soprano), Aliane Sousa (mezzo-soprano), Kézia Andrade (soprano), Idaías Souto (barítono) e a cantora Ana Lucia Benedetti (mezzo-soprano), que vai atuar como solista na segunda parte do concerto. Este é um momento especial e celebra a importância do festival para a projeção do talento e profissionalização dos cantores líricos paraenses.

“O festival surgiu para formar público e por isso começamos apresentando as óperas mais conhecidas, como Carmem, La Traviata, La Bohème e Tosca, com o intuito de retomar, depois de 100 anos, a verdadeira vocação do Theatro da Paz. E agora, já vemos alguns resultados desse investimento, como a grande quantidade de cantores paraenses que ganharam destaque nacional e internacional. E claro, não poderíamos deixar de tê-los na programação. Em ‘Don Giovanni’, dos oito solistas, quatro são paraenses, e isso para nós é um excelente progresso”, analisa Gilberto Chaves.

Música Sacra


Além do Theatro da Paz, a Igreja de Santo Alexandre receberá a programação do Festival de Ópera com o Stabat Mater do compositor Giovanni Battista Pergolesi, composta em 1736 - a sua última peça, encomendada pelo Duque Mandolin - para duas vozes, dois violinos, viola e baixo. A execução ficará por conta do naipe de cordas da OSTP, com regência de Miguel Campos Neto, tendo como solistas as cantoras Ana Lúcia Bendetti e Luciana Tavares. “É uma das obras-primas do gênero sacro. São árias, duetos e peças de orquestra, com duas vozes femininas”, destaca Chaves.

Don Giovanni

Uma das óperas mais célebres do mundo e das mais importantes composições do austríaco Wolfgang Amadeus Mozart, “Don Giovanni”, que tem libreto de Lorenzo da Ponte, será apresentada no Theatro da Paz nos dias 15, 17 e 19 de setembro, sempre às 20h, com regência do maestro mineiro Silvio Viegas e direção cênica de Mauro Wrona. Antes, no dia 14, às 18h30, uma palestra aberta ao público vai apresentar os conceitos da obra, tanto em seu aspecto musical quanto cênico.

A ópera tem como enredo a história do homem conquistador, baseada em uma famosa lenda medieval que até hoje nutre o imaginário popular e produziu o arquétipo social do personagem Don Juan Tenório, espécie de anti-herói retratado em 1630 por Tirso de Molina, na obra ‘El Burlador de Sevilla’. Até hoje serve como inspiração para diversas outras linguagens artística. No festival, o personagem será interpretado pelo barítono Homero Velho.

“O Don Giovanni nada mais é do que esse Don Juan. E ele é um mito. Como Mozart, naquela época, os compositores escreviam a Maria das óperas em italiano. A Itália dominava o mundo musical, por isso ficou predominou o arquétipo de Don Giovanni. É a história deste homem, seus amores e suas fugas, a vida à ponta da espada, que vamos mostrar”, comenta Gilberto Chaves.

O Festival de Ópera encerra no dia 23 de setembro, com o tradicional concerto ao ar livre em frente ao Theatro da Paz, reunindo no mesmo palco diversos artistas sob a regência do maestro Agostinho Junior, de Santarém, e da maestrina Cibelle Donza, assistente da OSTP.

PROGRAMAÇÃO - XVI FESTIVAL DE ÓPERA DO THEATRO DA PAZ

Ópera “A Voz Humana”, De Francis Poulenc
Theatro da Paz - 05 de agosto, às 20h

 

Concerto Lírico
Theatro da Paz - 15 de agosto, às 20h
 
Stabat Mater, de Giovanni Pergolesi  
Igreja de Santo Alexandre - 18 de agosto, às 20h
 
Palestra sobre a Ópera Don Giovanni 
Theatro da Paz - 14 de setembro, às 18h30
 
Ópera Don Giovanni, Mozart
Theatro da Paz - 15, 17, 19 de setembro, às 20h
 
Lançamento do Livro “Carlos Gomes, uma nova estrela: sou e serei sempre Tonico de Campinas e Brasil”, de Jorge Alves de Lima
Theatro da Paz - 19 de setembro, às 20h
  
Concerto de Encerramento
Teatro da Paz - 23 de setembro, às 20h


 
Ingressos disponíveis a partir de 03/08, na bilheteria do teatro e pelo site www.ticketfacil.com.br. Mais informações: (91) 4009-8758 / 8759
 
Ópera “A Voz Humana” 
R$ 50,00 – Plateia, Varanda, Frisa e Camarote de 1ª
R$ 30,00 – Camarote de 2ª
R$ 20,00 – Galeria
RS 10,00 – Paraíso
Local: Theatro da Paz
 
Concerto Lírico – 15/08, às 20h
R$ 10,00
Local: Theatro da Paz
 
Stabat Mater – 18/08, às 20h
Preço Único: R$ 10,00
Local: Igreja de Santo Alexandre
 
Ópera “Don Giovanni” – 15, 17 e 19/09, às 20h
R$ 80,00 – Plateia, Varanda, Frisa e Camarote de 1ª
R$ 40,00 – Camarote de 2ª
R$ 20,00 – Galeria
RS 10,00 – Paraíso
Local: Theatro Da Paz

 

Concerto Lírico – 15/08, às 20h
R$ 10,00 – Plateia, Varanda, Frisa e Camarote de 1ª
R$ 5,00 – Camarote de 2ª, Galeria e Paraíso
Local: Theatro da Paz

Por Dominik Giusti
Theatro da Paz

Data: 31/7/2017