Início >> Voluntariado garante atendimento médico a romeiros durante o Círio

Voluntariado garante atendimento médico a romeiros durante o Círio

Mais de 20 profissionais da saúde dos hospitais Jean Bitar (HJB), Geral de Tailândia (HGT), Regional Público do Leste (HRPL), em Paragominas; Regional Público do Marajó (HRPM), em Breves; e da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia Dr Vítor Moutinho (Unacon), em Tucuruí, atuaram no projeto Círio 2017, em parceria com a Cruz Vermelha do Pará, garantindo assistência em saúde para centenas de romeiros durante a Trasladação do sábado (7) e a grande procissão do Círio, no domingo (8), no Posto de Atendimento da Companhia das Docas do Pará (CDP).

Integrante da equipe, o médico do Hospital Jean Bitar, Igor Misael Saad, conta que no sábado houve apenas uma remoção de um romeiro com hipertensão para atendimento em hospitais de retaguarda. "A maioria dos casos atendidos foi de mal estar provocado pelo longo período em jejum, e torções em braços e pés, principalmente em romeiros que saíram na corda.

O pedreiro Antônio Raimundo da Silva, 56, foi um dos romeiros atendidos com uma torção no braço. Ele estava na corda, como faz há 32 anos. “É uma promessa pela saúde de minha avó e, enquanto eu tiver bem disposto, pretendo seguir agradecendo pela graça alcançada”, afirmou. Ele também teve um pico de pressão arterial. Foi medicado e teve que aguardar um pouco até regularizar seu estado de saúde para ser liberado.

Apesar de todo o trabalho nos dois dias, Igor Saad aproveitou a oportunidade para agradecer. “Sempre participei do Círio como devoto, mas como voluntário no atendimento de saúde aos romeiros é a primeira vez .Usar o dom que Deus nos deu para ajudar o próximo é muito gratificante. Estou muito feliz e honrado pelo convite para participar dessa ação”.

O trabalho de atendimento na CDP também contou com o apoio de Raimunda da Luz, que aos 75 anos diz que ainda tem muito vigor para homenagear a Virgem de Nazaré por meio da solidariedade, que define o seu voluntariado na Cruz Vermelha. “Atuo com eles há tantos anos que nem lembro quantos. A Cruz Vermelha é como uma segunda família pra mim. Lá, eu sou respeitada e muito querida e gosto muito deles também”, disse ela, que já anseia pelo próximo ano para estar com os companheiros de assistência.

A enfermeira Renata Silva, do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do  Jena Bitar, não esconde a satisfação de ter participado da equipe de atendimento de saúde. “Trabalhar como voluntária no Círio em parceria com a Cruz Vermelha é uma grande emoção. Fazia muitos anos que eu não participava do Círio e, nesses dois dias, além de prestar auxílio ao próximo, tive a oportunidade de ver a santa bem de pertinho”, observou, ao destacar a importância da parceria .“Esse é um trabalho que tende a crescer e se fortificar. Reunimos uma boa equipe, composta por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. É muito gratificante poder trabalhar com vontade e com alegria em benefício de quem precisa. Toda equipe está de parabéns”.

Segundo o assessor de imprensa da Cruz Vermelha, Carlos Moraes, o movimento foi grande e superou as expectativas. “Conseguimos garantir um ótimo atendimento médico a todos que recorreram aos 21 postos de atendimentos, graças as nossas parcerias”.

O diretor de Operações do Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), que administra a gestão dos hospitais envolvidas na ação do Círio 2017, Adriano de Lima, parabenizou a todos envolvidos no atendimento médico feito em parceria com a Cruz Vermelha. “Parabéns a toda equipe, que não mediu esforços para atender com qualidade e de forma humanizada todos aqueles que necessitaram de ajuda neste evento de fé. Agradeço o profissionalismo e o desprendimento do voluntariado. Vi muito carinho ao nosso semelhante e um grande espírito de equipe."

Ao participar das ações da equipe de saúde, em Belém, o diretor executivo do HJB, Giovani Merenda, agradeceu a todos em nome do INDSH e da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), pelo empenho dos profissionais no posto da CDP. “Foram mãos profissionais e caridosas que atenderam e cuidaram dos mais necessitados. Muita felicidade em ver nossa equipe de saúde dando tudo de si nesses dois dias e com mais adesões do que o esperado. Apesar da exaustão do voluntariado, todos aturaram com a mesma garra, com o mesmo sorriso e com a mesma vontade de atender o próximo.”

Por Vera Rojas
Hospital Jean Bitar

Data:8/10/2017