Pacientes aprovam atendimento do Hospital Regional do Marajó

A dona de casa Rosiane da Silva, de 36 anos, sofreu um infarto no município de Portel. Ela foi transferida para o Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), em Breves, e vem se recuperando com o apoio do trabalho da equipe multiprofissional da unidade hospitalar. Rosiane estava interna na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto. Agora, foi transferida para as clínicas e aguarda avaliação médica. Seu estado de saúde é de plena evolução positiva.

Ela diz que está muito satisfeita com o atendimento efetuado pelo hospital. “Quando fui transferida, no dia seguinte, para o regional fiquei mais tranquila. Tive muito medo, tenho seis filhos. Se não tivesse o Regional eu já teria morrido”, comentou.

O Hospital Público do Marajó já realizou, em sete anos de funcionamento, mais de 2,3 milhões de atendimentos dentro da assistência de média e alta complexidade. Em 2018, conquistou a certificação da Organização Nacional de Acreditação (ONA), nível que trata do reconhecimento pela segurança do paciente e estrutura hospitalar e que significa mais segurança aos usuários dos serviços. 

Para a diretora executiva do HRPM, a administradora Rejane Xavier, a implantação do hospital no Marajó foi um marco na saúde pública para cerca de 270 mil habitantes dos municípios vinculados ao 8° Centro Regional de Saúde, composto por Breves, Anajás, Bagre, Curralinho, Gurupá, Melgaço e Portel. O público atendido aprovou os serviços prestados e computou grau de satisfação na faixa dos 97%. “Nosso foco é a satisfação do usuário do Sistema Único de Saúde. Atuamos para oferecer cada vez mais um atendimento de seguro, de qualidade e humanizado. A nossa assistência é fundamental para a saúde da população que depende do SUS”, observou.

Nesses pouco mais de sete anos de existência, o HRPM realizou 21.371 internações, 2.275 partos, 14.123 transfusões, 124.689 atendimentos ambulatoriais, 17.167 cirurgias, 33.696 atendimentos em urgência e emergência e 1.311.898 exames gerais.

Nesse mesmo período também foram realizados 14.085 atendimentos no serviço de Psicologia, 451.933 procedimentos de fisioterapia (interno e externo), 33.220 no Serviço Social, 8.602 em Fonoaudiologia.

Por Jéssica Ayres
Hospital Regional do Marajó (Breves)

Data: 1/12/2018